11:23 pm - Sexta-feira Outubro 24, 2014

População obriga emissoras de TV á falar a verdade sobre protestos em São Paulo

Jun 14, 2013 Junior Cardoso
protesto_av_paulista_630

Não perca nenhuma notícia! Acesse diariamente o www.piranot.com

Após manifestos na internet, as emissoras de TV como Globo, Band e Record vem tomando cuidado ao relatar os últimos protestos contra o aumento do passe nas principais cidades do país.
Para quem estudou jornalismo sabe que o trabalho dessa profissão sofre diversas interferências que vão dos interesses comerciais á políticos.

No caso da cobertura dos protestos até ontem (13), as emissoras vinham colocando os protestantes como baderneiros a fim de mostrar que o governo tinha razão e a população não.
Mas, nisso tudo um grande detalhe foi esquecido.
Atualmente no Brasil, não existem um, nem dois, existem muitos veículos de comunicação e a população tem a voz através das redes sociais e foi lá que vídeos e reclamações vem mostrando a verdade sobre os protestos.

Ontem, um vídeo de um policial quebrando a própria viatura foi postada no Youtube e tem como propósito dizer depois que o carro foi quebrado durante o protesto.

Para quem acompanhou ontem a transmissão ao vivo pela Globo News, viu as imagens do momento exato em que a polícia começou a atirar contra os protestantes mesmo eles não reagindo. Mesmo com a imagem veiculada, os mesmos veículos tentaram horas depois dizer que os protestantes estavam errados.

Na manhã de hoje, o “Bom dia São Paulo” da TV Globo mudou sua posição contra o protesto depois de mais de 6 mil compartilhamentos e 4 mil curtidas em uma foto onde os internautas questionam o motivo da Globo só mostrar o lado da polícia.
Com o protesto, o telejonal matinal da Globo abriu a programação falando diferente. Iniciou mostrando um outro angulo até agora ignorado.

Ontem ainda, José Luiz Datena teve que mudar de ideia no “Brasil Urgente” após os seus telespectadores votarem em uma enquete do próprio programa onde se colocaram a favor dos protestos com depredações.
Segundo a Folha de São Paulo, o apresentador que criticou os protestos em edições anteriores do seu programa, passou a dizer que a manifestação era pacífica e “um show de democracia”. ”Entre bandido e polícia, prefiro a polícia. Entre povo e polícia, prefiro o povo”, disse.

A Record que passa pela pior crise da história, vem fazendo elogios ao governador do estado de São Paulo, Geraldo Alkimin, dizendo que o mesmo vai resolver tudo. Que ele é muito bom no que faz e que a população pode ficar tranquila.
Diferente do tradicional do jornalismo da emissora, a Record não transmitiu o protesto por completo. Exibiu flashs e foi tentando desviar a atenção do público jogando reportagens sobre outros assuntos no ar.

A Globo nessa manhã optou por uma entrevista ao vivo com o prefeito de São Paulo para esclarecer e tentar convencer seus telespectadores que o aumento era necessário.

Nisso tudo, as emissoras estão se queimando com os seus telespectadores ao tentar desviar o problema da imagem da prefeitura sob o comando do PT e do governo do estado sob o comando do PSDB.
O que resta saber é até quanto as emissoras querem se queimar com o público junto com os partidos políticos.

No começo dessa noite um grupo de 50 pessoas se reuniram na frente da TV Globo ao lado da Marginal Pinheiros para protestar contra a postura da emissora na cobertura das manifestações.

DICA: Para comentar essa notícia role a página até o final. Para não perder nenhuma notícia interessante adicione o PiraNOT nas redes sociais. Clique em cima dos links para ser redirecionado as respectivas páginas. Curta nossa página no facebook; Participe do nosso grupo de discussão também no Face book; Receba nossas notícias pelo Twitter; ou então confira nossas fotos no Instagran.

Related posts

QUEREMOS A SUA OPINIÃO. COMENTE!